Proteína presente no Sangue do Cordão Umbilical tem efeitos positivos na memória e capacidade de aprendizagem em modelo animal

As alterações neuronais causadas pelo envelhecimento levam a um declínio a nível cognitivo, que também está presente em algumas doenças neurológicas, como por exemplo na doença de Alzheimer. O hipocampo, uma região cerebral responsável sobretudo pela memória espacial e pela formação de novas memórias, é muito afetado pelo envelhecimento, observando-se uma diminuição progressiva da memória com a idade. Recentemente, investigadores da Universidade de Stanford, nos EUA, publicaram um artigo científico na revista Nature, que anuncia a identificação de uma proteína capaz de melhorar a memória e a capacidade de aprendizagem de ratinhos em idade avançada. Esta proteína plasmática está presente em maior quantidade no sangue do cordão umbilical e a sua concentração no sangue periférico vai diminuindo ao longo da vida. Em estudos anteriores, este … Continuar a ler