Células estaminais do tecido do cordão umbilical no tratamento de osteoartrite

A osteoartrite é a patologia articular mais comum e caracteriza-se pela degradação progressiva da cartilagem das articulações afetadas, resultando em perda de mobilidade e função articular. A osteoartrite pode afetar várias articulações, nomeadamente das mãos, pés, coluna vertebral, ancas e joelhos. Os sintomas manifestados por estes doentes incluem dor nas articulações afetadas, rigidez e limitação dos movimentos. A osteoartrite é mais prevalente entre a população idosa e está associada a um grau significativo de incapacidade e diminuição da qualidade de vida. Apesar do aumento global na incidência da osteoartrite, não existem tratamentos farmacológicos ou cirúrgicos eficazes na recuperação da estrutura original da cartilagem danificada. Alguns estudos indicam que a utilização de células estaminais poderá vir a constituir uma estratégia para tratar esta doença. Foi já … Continuar a ler

Obtenção de cartilagem com ação anti-inflamatória a partir de células estaminais do tecido adiposo

Foi recentemente publicado um artigo na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, no qual um grupo de investigadores demonstra ter obtido em laboratório implantes de cartilagem com potencial para tratar articulações degradadas em doentes com osteoartrite da anca, utilizando células estaminais do tecido adiposo.   Técnicas de bioengenharia permitem obter implantes de cartilagem à medida do doente A anca é uma das articulações mais utilizadas no nosso corpo, sendo por isso frequente o surgimento de lesões e problemas degenerativos. Quando as dores e a limitação do movimento desta articulação comprometem seriamente a qualidade de vida do doente, é realizada uma artoplastia de substituição da anca (cirurgia em que a articulação da anca é substituída por uma prótese artificial). Em Portugal, são realizadas anualmente … Continuar a ler