Células estaminais no tratamento de fístulas associadas à doença de Crohn – resultados intermédios de um ensaio clínico de fase 3

A TiGenix (empresa biofarmacêutica sediada na Bélgica e em Espanha) anunciou recentemente alguns resultados do ensaio clínico de fase 3 que pretende avaliar a segurança e eficácia do Cx601 no tratamento de fístulas complexas associadas à doença de Crohn, num grupo alargado de doentes. A Doença de Crohn é uma doença inflamatória crónica do intestino, que surge com mais frequência entre os 16 e os 40 anos, podendo no entanto afetar qualquer grupo etário. Estima-se que em Portugal, a prevalência desta doença seja de 73 por 100 000 habitantes. As fístulas perianais são umas das complicações que surgem em cerca de 38% dos casos de doença de Crohn, comprometendo a qualidade de vida destes doentes. Estas fístulas resultam da extensão de úlceras através da parede … Continuar a ler

Tratamento de fístulas na doença de Crohn com células estaminais: resultados positivos após 2 anos

Foi recentemente publicado na revista Stem Cell Translational Medicine o resultado de um estudo demonstrando o benefício do tratamento com células estaminais do tecido adiposo no tratamento de fístulas associadas à doença de Crohn. A Doença de Crohn é uma doença inflamatória crónica do intestino que pode afetar qualquer região do tubo digestivo, mas é mais frequente na região terminal do intestino delgado. Apesar de poder afetar qualquer grupo etário, surge com mais frequência entre os 16 e os 40 anos. Em Portugal, a prevalência estimada desta doença é de 73 por 100 000 habitantes. Uma das complicações associadas à doença de Crohn é a formação de fístulas, que resultam da extensão de úlceras através da parede do intestino criando uma ligação anormal entre o … Continuar a ler