A Diabetes afeta a capacidade terapêutica de células estaminais mesenquimais

O potencial terapêutico das células estaminais têm sido demonstrado tanto em laboratório, como em modelos animais e em ensaios clínicos em humanos. No entanto, as células utilizadas nestes estudos são células de indivíduos saudáveis. Poucos são os estudos que avaliam este potencial em células estaminais provenientes de doentes. Contudo, no contexto da medicina regenerativa com células estaminais mesenquimais (MSCs), a utilização autóloga faz todo o sentido. Esse é, por exemplo, o caso da diabetes, onde as MSCs se mostram eficazes no tratamento das complicações associadas a esta doença. Neste contexto, foi recentemente publicado, na revista “Cell Transplantation” um estudo, realizado em ratos, onde foi demonstrado que as MSCs de diabéticos tem menor capacidade terapêutica. Neste estudo, os investigadores induziram diabetes em ratos e isolaram as … Continuar a ler