Ensaio clínico estuda células estaminais na recuperação de doentes após AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) está entre as principais causas de degradação da qualidade de vida, pois muitos dos sobreviventes permanecem durante muitos anos em situação de incapacidade grave. Por esta razão, tem havido um grande investimento no desenvolvimento de novas terapias que possam minimizar as sequelas de AVC e melhorar a qualidade de vida destes doentes. Embora as estratégias existentes de momento sejam limitadas em termos de eficácia, estão a ser testados novos tratamentos, com base em células estaminais, que podem vir a ajudar na recuperação destes doentes. Segundo os estudos pré-clínicos publicados, as células estaminais mesenquimais, que se podem obter a partir de medula óssea, cordão umbilical ou tecido adiposo, estão entre as mais promissoras para utilização em medicina regenerativa em contexto de … Continuar a ler

Ensaio clínico em doentes com incapacidade motora após traumatismo crânio-encefálico – recrutado primeiro doente

Foi recentemente anunciado o recrutamento do primeiro doente para um ensaio clínico destinado a doentes com traumatismo crânio-encefálico (TCE). O ensaio clínico tem como objetivo estudar a segurança e eficácia de uma terapia com células mesenquimais alogénicas modificadas geneticamente no tratamento de doentes com incapacidade motora crónica na sequência de um TCE. Anualmente milhares de indivíduos em todo o mundo sofrem um TCE em consequência de uma queda, um acidente de viação, ferimento com armas, lesões desportivas, entre outros. Muitos destes TCE originam lesões cerebrais graves, causando danos quer a nível cognitivo quer a nível motor, resultando, neste último caso, em incapacidade motora permanente. Apesar das causas dos TCE e dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) serem diferentes, as manifestações clínicas são semelhantes, nomeadamente, ambos podem … Continuar a ler

Resultados preliminares de um ensaio clinico de fase I com células estaminais para o tratamento de AVC

Os AVCs são a principal causa de morte e incapacidade permanente em Portugal e a terceira nos países desenvolvidos. É por isso importante apostar na prevenção e tratamento desta doença. Muita investigação tem sido desenvolvida nesta área e vários estudos, em laboratório e em animais, têm demonstrado que as células estaminais apresentam um elevado potencial no tratamento dos AVCs. Foram recentemente publicados os resultados preliminares de um ensaio clinico de fase I com o objetivo de determinar a eficácia, segurança e viabilidade do tratamento com células estaminais CD34+ em doentes com acidente vascular cerebral (AVC) isquémico agudo. Neste contexto, foi realizado no Reino Unido um ensaio clinico utilizando células estaminais para o tratamento de AVC. Foram recrutados 5 doentes entre os 45 e 75 anos … Continuar a ler