• COVID-19:

    Medidas de prevenção e contenção da Crioestaminal

  • Sete razões para guardar as
    células estaminais com a Crioestaminal.

    Há 7 anos consecutivos a Escolha do Consumidor!

  • AS CÉLULAS ESTAMINAIS SALVAM MAIS UMA VIDA
    COM TRATAMENTO INOVADOR EM PORTUGAL

    Criança de 4 anos com anemia aplástica grave tratada
    com o seu próprio sangue do cordão umbilical

  • Primeiro e maior banco
    de criopreservação em Portugal

    E também o único laboratório acreditado pela Associação Americana de Bancos
    de Sangue(AABB), garantindo a maior qualidade no processamento das células
    estaminais e uma maior segurança que poderão ser usadas
    em todas as geografias.

  • Mais de 400.000 famílias já nos
    confiaram as suas células estaminais

    Conheça os momentos marcantes dos 16 anos de experiência
    e qualidade da Crioestaminal.

  • Conheça os casos de utilização de
    células estaminais da crioestaminal

    A Crioestaminal já contribuiu para 18 transplantes em 13 crianças,
    sendo o banco com mais experiência neste âmbito em Portugal.

O cordão umbilical

Conheça esta fonte rica em células estaminais e as suas propriedades.

Saber mais

Guardar ou Doar

Primeiro Banco Familiar e de Investigação em Portugal.

Saber mais

Casos de sucesso

Conheça alguns dos transplantes realizados, em Portugal e no Mundo, a partir de células estaminais do cordão umbilical.

Saber mais

Crioestaminal

Um banco único em Portugal


  • Experiência

    O primeiro Banco Familiar em Portugal, integra o maior Grupo Europeu de células estaminais, o Grupo Famicord, que conta com mais de 400.000 amostras de células estaminais criopreservadas.


  • Rigor

    Único laboratório em Portugal com uma acreditação internacional para o processamento do sangue e do tecido do cordão umbilical, o que lhe garante a maior qualidade e segurança ao longo dos 25 anos de criopreservação.


  • Investigação

    Primeiro banco de doação para investigação e desenvolvimento.


  • Crioestaminal a escolha dos consumidores portugueses

    A Crioestaminal, vence prémio Escolha do Consumidor, pelo sétimo ano consecutivo, na categoria de criopreservação.

Soluções à medida da sua família

Conheça as nossas soluções de criopreservação do sangue e do tecido do cordão umbilical e encontre a opção ideal para a sua família.Ver Soluções e Preços

Um momento decisivo

O parto é o único momento em que pode ser feita a criopreservação de células estaminais do cordão. Se optar por não guardar as células estaminais do cordão umbilical, este será descartado no hospital e as células serão perdidas.

 

 

Saber mais

investigação crioestaminal

  • 4 patentes registadas sendo a primeira empresa nacional a deter patentes para tratamentos com base em células estaminais.
  • Investimento superior a 2 milhões de euros em investigação no setor.
  • Parcerias com instituições de vanguarda do setor científico nacional.

    Notícias

    Ver mais

    Crioestaminal assinala 17º aniversário com conversas em direto no Facebook

    A Crioestaminal, primeiro banco no serviço de criopreservação de células estaminais em Portugal, assinala 17 anos de existência no mês de julho.

    Por forma a comemorar esta data, teremos, ao longo de todo o mês, às quartas-feiras, conversas informais em direto no nosso Facebook com vários colaboradores de diferentes áreas da organização, com o objetivo de divulgar a história do Laboratório e do seu propósito ao longo destes anos.

    Esta iniciativa arranca a dia 1 de julho, data na qual se assinala o início de atividade do Laboratório, com uma entrevista ao Fundador e Diretor Geral da Crioestaminal, André Gomes.

    Agenda Conversas em direto no Facebook:

    • 1 julho: 17 anos Crioestaminal – André Gomes, Fundador e Diretor Geral Crioestaminal
    • 8 julho: Laboratório: qualidade e processos laboratoriais – Mónica Brito, Diretora de Operações
    • 15 julho: A importância de guardar as Células Estaminais do Cordão Umbilical – Alexandra Machado, Diretora Médica
    • 22 julho: Investigação & desenvolvimento: novos tratamentos com Células Estaminais  – Carla Cardoso, Diretora de I&D
    • 29 julho: Porquê escolher a Crioestaminal? Os benefícios para Futuros Pais – Joana Gomes, Responsável Gestão de Clientes
    • 5 agosto: A gestão de pessoas e a responsabilidade social – Alexandra Mendes, Diretora de Recursos Humanos

     

    Para conhecer mais sobre a nossa história, convidamo-lo a celebrar o aniversário connosco, aqui.

     

    Crioestaminal inaugura Unidade de Produção de Medicamentos de Terapia Celular

    A Crioestaminal, primeiro banco no serviço de criopreservação de células estaminais em Portugal, no próximo dia 19 de junho, pelas 16h, inaugura a sua nova unidade de produção de medicamentos de terapia celular, situada no Biocant Park, em Cantanhede. A inauguração contará com a presença da Ex.ª Senhora Ministra da Coesão Territorial, Professora Doutora Ana Abrunhosa.

    Esta nova infraestrutura, com uma área de 150 metros quadrados e que representa um investimento de 1 milhão de euros, permitirá a produção de medicamentos para ensaios clínicos e terapias experimentais em diversas áreas da Medicina, e abre a possibilidade de integrar consórcios internacionais na área das terapias celulares. O investimento neste projeto já permitiu o desenvolvimento de um medicamento experimental à base de células estaminais para tratar doentes com COVID-19 em situação mais grave.

    Esta nova unidade de produção permitirá numa primeira fase a produção de medicamentos experimentais para doenças como AVC, Doenças Autoimunes e COVID-19 e pretende tornar-se uma referência na Europa. Esta aposta surge na sequência de projetos anteriormente desenvolvidos em parceria com universidades portuguesas, dos quais já resultaram quatro patentes para novas aplicações – na área do cancro, cardiovascular ou pé diabético.

    Nota: A cerimónia de inauguração cumpre todas as recomendações e medidas de prevenção da COVID-19.

     

    Sobre a Crioestaminal

    A Crioestaminal, fundada em 2003, foi pioneira na criopreservação de células estaminais em Portugal, sendo o maior banco da Península Ibérica e integrando atualmente o maior grupo europeu da área. Sediada no Biocant Park – o maior parque de Biotecnologia português – emprega mais de 80 colaboradores altamente qualificados sobretudo nas áreas da ciência da vida.

    O grupo que integra tem mais de 400 mil amostras recolhidas e criopreservadas desde a sua fundação, tendo ainda o maior número de amostras resgatadas e transplantes realizados, com 74 utilizações de amostras de sangue do cordão umbilical, 10 das quais em crianças portuguesas. Promove um trabalho de referência na terapêutica com células estaminais, com quatro patentes internacionais registadas e vários projetos de investigação em curso. Investe, anualmente, cerca de 10% do seu volume de negócios em Investigação & Desenvolvimento.

     

    Medicamento português constituído por células estaminais poderá ser usado em breve para tratar doentes com COVID-19

    A Crioestaminal, laboratório conhecido pelo serviço de criopreservação de células estaminais do cordão umbilical, anuncia o desenvolvimento de um medicamento experimental à base de células estaminais expandidas para tratar doentes mais graves com infeção por SARS-CoV-2.

    Na passada sexta-feira, 1 de maio, a Crioestaminal concluiu a primeira fase de desenvolvimento de um medicamento experimental à base de células estaminais mesenquimais (sigla inglesa MSCs), constituído por doses de 100 milhões de MSCs do tecido do cordão umbilical. Nesta primeira fase foi produzida a primeira dose, com os necessários controlos de qualidade que permitirão a validação de todo o processo e a qualificação deste medicamento inovador como terapia experimental que poderá ser testada em doentes com COVID-19 em condição mais grave.

    A utilização deste tipo de células para tratar doentes com pneumonias graves associadas a COVID‑19 tem vindo a ser testada na China, EUA e alguns países europeus, estando já em curso mais de 20 ensaios clínicos para estudar de forma alargada a segurança e eficácias desta terapia.

    Resultados de estudos recentes, conduzidos na China e nos EUA, que investigaram se as MSCs seriam capazes de tratar a pneumonia associada a COVID-19, com base nas propriedades imunomoduladoras e reparadoras conhecidas destas células, revelaram uma reversão notável dos sintomas, mesmo em condições críticas.

    A função pulmonar e os sintomas destes doentes melhoraram significativamente após a administração de MSCs, tendo-se observado um reequilíbrio nas populações de células do sistema imunitário destes doentes, bem como do perfil de moléculas pró e anti‑inflamatórias. Os resultados publicados permitiram observar que a terapia com MSCs foi capaz de inibir a hiperativação do sistema imunitário e de promover a reparação celular endógena, melhorando o microambiente pulmonar permitindo a recuperação destes doentes.

    Apesar destes estudos terem sido conduzidos num número ainda restrito de doentes, os resultados favoráveis obtidos sugerem que as MSCs podem constituir uma nova estratégia terapêutica para o tratamento desta doença.

    “Nos últimos meses, perante a urgência da situação, tal como muitos outros grupos de investigação e empresas em todo o mundo, dedicamos todos os nossos esforços a tentar ajudar no combate a esta pandemia. Tirando partido de mais de 15 anos de experiência em projetos de investigação com células estaminais, em colaboração com hospitais e centros de I&D em Portugal, e da nossa equipa de técnicos e investigadores altamente qualificados, criamos uma equipa de trabalho que tem vindo a desenvolver este projeto com uma dedicação e esforço notáveis”, refere André Gomes diretor geral da Crioestaminal.

    André Gomes referiu ainda que “o desenvolvimento deste medicamento experimental em tempo record só foi possível graças ao investimento recente da empresa em instalações únicas em Portugal para a produção de terapias avançadas à base de células. Outro fator decisivo foi o know-how e apoio dos nossos parceiros CNC, CHUC e IST no âmbito projeto MSCellProduction””

    Com a conclusão deste projeto, nas próximas semanas, o laboratório estará em condições de disponibilizar as primeiras doses de MSCs para o tratamento de doentes com COVID-19 em condições mais graves. De acordo com os resultados obtidos nestas primeiras utilizações, nos próximos meses um grupo mais alargado de doentes poderá ser tratado com esta terapia celular experimental.

     

    COVID-19: Medidas de prevenção e contenção da Crioestaminal

    A Crioestaminal adotou medidas adequadas para a prevenção e a contenção da infeção pelo Coronavírus (COVID-19), em estreita articulação com as Autoridades de Saúde Locais, Serviço de Segurança e Saúde no Trabalho, Estrutura Dirigente e respetivos Trabalhadores, que se encontram em vigor desde o passado dia 9 de março.

    De modo a garantirmos a prestação do serviço de criopreservação de células estaminais do cordão umbilical, respeitando todos os critérios de qualidade que garantam uma eventual utilização futura da amostra, a equipa de Técnicos Superiores de Laboratório foi dividida em vários grupos de trabalho, que alternam, semanalmente, a atividade entre si. Assim, a Crioestaminal diminui significativamente o risco de contágio organizacional e eventuais períodos de quarentena, garantindo sempre um grupo apto a efetuar a atividade laboratorial. Todas as outras equipas encontram-se maioritariamente em regime de teletrabalho.

    Para salvaguardar, que toda a atividade se mantenha sem limitações, foi também reforçado o stock de todos os materiais necessários ao processamento das amostras de células estaminais do cordão umbilical.

    A Crioestaminal tem, permanentemente, implementada uma política de portas abertas, de modo a que todos os Futuros Pais, Profissionais de Saúde, Estudantes, Meios de Comunicação Social e Comunidade em geral, possam visitar as instalações de modo a conhecerem todo o processo de criopreservação, por agora, esta possibilidade está suspensa.

    De modo a ultrapassar a impossibilidade de comunicação presencial dinamizamos sessões online semanalmente, nas quais explicamos em detalhe a importância de guardar as células estaminais e o rigor dos nossos processos, convidamos todos os interessados a inscreverem-se aqui.

    Continuamos disponíveis nos contactos habituais: 231 30 50 60, info@crioestaminal.pt , chat em www.crioestaminal.pt, Facebook, Instagram e Linkedin.

    Relembramos, que como sempre, estamos inteiramente disponíveis para sessões de esclarecimento personalizadas através de vídeo conferência ou de chamada telefónica mediante a sua preferência, pode solicitá-la aqui.

    Todos juntos ultrapassaremos este período menos positivo, durante o qual garantiremos o rigor e a qualidade dos nossos processos de modo a continuarmos a alargar o acesso a terapias celulares inovadoras a todas as famílias.

     
    Live Chat