Cura de segundo doente infetado com vírus da SIDA após transplante de células estaminais hematopoiéticas

Foi recentemente reportada a remissão de um doente infetado com o vírus da SIDA após transplante hematopoiético. Trata-se do segundo caso conhecido de cura de SIDA após transplante de células estaminais hematopoiéticas. As células estaminais hematopoiéticas são capazes de originar todas as células do sangue e sistema imunitário e podem encontrar-se na medula óssea, no sangue periférico mobilizado e no sangue do cordão umbilical. Este doente, designado por paciente de Londres, foi curado do VIH-1 após transplante para o tratamento do linfoma de Hodgkin refratário (estádio IV) de que padecia. Os médicos que têm seguido este doente publicaram na prestigiada revista científica The Lancet as conclusões relativas a este caso. Para o transplante a que este doente foi submetido (em 2016) foram utilizadas células estaminais … Continuar a ler