Transplante de Sangue do Cordão Umbilical entre irmãs para o tratamento de Leucemia Linfoblástica Aguda

Elham, uma menina iraniana de 12 anos, foi diagnosticada em 2014 com leucemia linfoblástica aguda (LLA), um tipo de cancro que se caracteriza pela produção excessiva de glóbulos brancos imaturos, interferindo com as funções vitais do organismo. Por altura do diagnóstico, a mãe de Elham descobriu que estava grávida de uma menina, Fatima, que viria a ser a chave para o sucesso do tratamento da irmã mais velha. Atualmente, o sangue do cordão umbilical é utilizado para tratar mais de 80 doenças, nomeadamente leucemias, linfomas, anemias, hemoglobinopatias e imunodeficiências congénitas. Tal como a medula óssea, o sangue do cordão umbilical pode ser utilizado em transplantes hematopoiéticos para reconstituir o sistema sanguíneo e imunitário destes doentes. O maior entrave à realização de transplantes hematopoiéticos é encontrar … Continuar a ler