Blogue de Células Estaminais

Se procura uma opinião especializada e transparente sobre
as células estaminais, agora poderá seguir aqui o blogue da
Dra. Alexandra Machado, uma das mais conceituadas
especialistas em criopreservação de células estaminais
em Portugal.

Sangue do Cordão Umbilical melhora Capacidades Motoras em Crianças com Paralisia Cerebral

A paralisia cerebral é a perturbação motora mais prevalente da infância, afetando dois a três em cada 1.000 recém-nascidos. A paralisia cerebral resulta geralmente de uma lesão cerebral in utero ou perinatal, como uma lesão hipóxica, hemorragia ou acidente vascular cerebral. As crianças afetadas podem apresentar diferentes graus de deficiências funcionais, que vão de limitações ligeiras das capacidades motoras avançadas até automobilidade severamente limitada, resultando em incapacidade de autonomia e independência. Em modelos animais de lesão cerebral isquémica e paralisia cerebral a administração de células do sangue do cordão umbilical foi capaz de melhorar a função motora. Os resultados destes estudos sugerem que as células do sangue do cordão umbilical sinalizam células endógenas a promover o processo de reparação. Assim, alguns investigadores colocaram a hipótese … Continuar a ler

Células Estaminais do Sangue do Cordão Umbilical investigadas para o Tratamento da Psoríase

A psoríase é uma doença crónica da pele de natureza autoimune que se caracteriza pelo aparecimento de lesões avermelhadas ou com aspeto de “escamas” que causam grande desconforto aos doentes. Estas podem ocorrer em vários locais do corpo, nomeadamente nas mãos, pés, cotovelos, joelhos e couro cabeludo. A psoríase afeta 2-3% da população mundial, sendo ainda desconhecidas as suas causas. Embora esteja associada a uma predisposição genética, a doença só se manifesta clinicamente quando se reúnem determinados fatores ambientais e imunológicos. Dado que não existe cura para a psoríase, o seu tratamento passa por prevenir e tratar as lesões quando elas estão mais exacerbadas, através da aplicação de cremes com agentes hidratantes ou com corticosteroides entre outros. Nos casos mais severos, pode recorrer-se também a … Continuar a ler

Doentes com Insuficiência Cardíaca melhoram após infusão com Células Estaminais do Cordão Umbilical

A insuficiência cardíaca é um problema grave de saúde pública, que afeta mais de 23 milhões de pessoas em todo o mundo. Entre 1-2% da população adulta nos países desenvolvidos sofre desta doença e estima-se que a prevalência entre a população com idade superior a 70 anos ultrapasse os 10%. Sintomas como falta de ar e cansaço podem ser sinais de insuficiência cardíaca, cujas causas mais comuns em Portugal são a hipertensão e a doença coronária. Há mais de uma década que se estuda o tratamento da insuficiência cardíaca recorrendo a células estaminais, com resultados promissores. As mais utilizadas têm sido as da medula óssea, no entanto, a utilização de células estaminais mesenquimais do tecido do cordão umbilical (UC-MSC) torna-se mais vantajosa devido à colheita … Continuar a ler

Células Estaminais do Cordão Umbilical atenuam sintomas da Doença de Crohn – Resultados de um Ensaio Clínico

A Doença de Crohn é uma doença inflamatória crónica, que pode afetar qualquer parte do tubo digestivo e causar sintomas como dor abdominal, diarreia e oclusão intestinal. Não existe, atualmente, cura para esta doença e o seu tratamento passa pela indução de remissão (períodos em que a doença não está ativa) e minimização dos sintomas. Neste sentido, novas abordagens terapêuticas estão a ser investigadas para o tratamento da doença de Crohn. Embora não se conheçam ainda as suas causas, acredita-se estar associada a processos inflamatórios e autoimunidade. Vários ensaios clínicos têm obtido resultados promissores no tratamento da Doença de Crohn e Colite Ulcerosa – outra doença inflamatória do tubo digestivo – com células estaminais mesenquimais, tirando partido da sua capacidade para modular a resposta imune … Continuar a ler

Efeitos positivos da Administração de Células Estaminais a doentes com Lesões da Espinal Medula – resultados de um ensaio clínico

A maioria das lesões na espinal medula derivam de traumatismos ocorridos em acidentes de viação e podem resultar em paraplegia ou tetraplegia. São situações devastadoras para os doentes, com perda considerável de qualidade de vida. Um novo ensaio clínico realizado em Espanha revelou que a administração de células estaminais mesenquimais a estes doentes se traduz em melhorias na sua qualidade de vida. As lesões da espinal medula são um dos mais dramáticos problemas de saúde que alguém pode enfrentar, com consequências drásticas na qualidade de vida do indivíduo e a forma como este se relaciona consigo próprio, com os seus familiares e com a sociedade. A incidência destas lesões, a nível mundial, é de 12 a 58 casos por milhão de habitantes, sendo mais frequente … Continuar a ler

Células estaminais do cordão umbilical atenuam sintomas de Espondilite Anquilosante

A espondilite anquilosante (EA) é uma doença inflamatória crónica que afeta principalmente a coluna vertebral, levando à fusão das vértebras, com perda de mobilidade do doente. Pode também afetar outras articulações, por exemplo as sacroilíacas (anca) e os joelhos. Nos sintomas comuns incluem-se: dor na região lombar da coluna vertebral e na anca e rigidez matinal, ou seja, dificuldade em mover as articulações durante um período após acordar. A EA é uma doença comum, especialmente entre os caucasianos (0,5-1% da população) e aparece sobretudo em homens entre os 20 e os 30 anos de idade. Nas mulheres, é menos comum e apresenta geralmente uma evolução mais favorável. Desconhece-se ainda o mecanismo responsável pela EA. Os tratamentos convencionais incluem medicação com anti-inflamatórios não esteroides e têm sido … Continuar a ler

Transplante de Sangue do Cordão Umbilical entre irmãs para o tratamento de Leucemia Linfoblástica Aguda

Elham, uma menina iraniana de 12 anos, foi diagnosticada em 2014 com leucemia linfoblástica aguda (LLA), um tipo de cancro que se caracteriza pela produção excessiva de glóbulos brancos imaturos, interferindo com as funções vitais do organismo. Por altura do diagnóstico, a mãe de Elham descobriu que estava grávida de uma menina, Fatima, que viria a ser a chave para o sucesso do tratamento da irmã mais velha. Atualmente, o sangue do cordão umbilical é utilizado para tratar mais de 80 doenças, nomeadamente leucemias, linfomas, anemias, hemoglobinopatias e imunodeficiências congénitas. Tal como a medula óssea, o sangue do cordão umbilical pode ser utilizado em transplantes hematopoiéticos para reconstituir o sistema sanguíneo e imunitário destes doentes. O maior entrave à realização de transplantes hematopoiéticos é encontrar … Continuar a ler

Células do Sangue do Cordão Umbilical modificadas para localizar e eliminar células cancerígenas

Um grupo de investigadores do MD Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas, publicou na revista Leukemia os resultados do seu mais recente trabalho sobre a utilização de células do sangue do cordão umbilical modificadas para tratar alguns tipos de linfomas e leucemias. Desde há algum tempo que se recorre à modificação de células do sistema imunitário no sentido de estas reconhecerem e eliminarem mais eficazmente células cancerígenas. Geralmente são recolhidas células T (um tipo de células do sistema imunitário) do doente, que são modificadas e depois reinfundidas no próprio após quimioterapia, ajudando na eliminação das células cancerígenas remanescentes. No entanto, esta metodologia está longe de ser a ideal, pois o doente tem que esperar algumas semanas até que as células modificadas estejam prontas para … Continuar a ler

Células do Sangue do Cordão Umbilical promovem revascularização em modelo de Doença Arterial Periférica

As doenças cardiovasculares continuam a ser uma das principais causas de morte, tanto nos EUA como em Portugal, com custos associados a rondar os 300 biliões de dólares só nos EUA. Esta área tem sido, por isso, alvo de intensa investigação científica, com o intuito de desenvolver novas terapias regenerativas para as várias doenças cardiovasculares. A doença arterial periférica (DAP) é uma doença cardiovascular que se caracteriza pela obstrução das artérias, geralmente dos membros inferiores, conduzindo a um deficiente fornecimento de oxigénio às células e eventual morte celular. A DAP pode causar dor e, nos casos mais severos, feridas ou mesmo gangrena, podendo levar à amputação de membros. O desenvolvimento de novas terapias celulares para melhorar a circulação sanguínea em doentes com DAP severa tem … Continuar a ler

Produção de Glóbulos Vermelhos a partir de Sangue do Cordão Umbilical

As transfusões de sangue ou componentes sanguíneos, como concentrados de eritrócitos (glóbulos vermelhos), estão indicadas para o tratamento de doentes em caso de anemia grave, hemorragia grave, hemoglobinopatias ou complicações de qualquer cirurgia. Dados da Organização Mundial de Saúde revelam que são feitas, todos os anos, cerca de 108 milhões de doações de sangue a nível mundial. No entanto, com o decréscimo da taxa de natalidade, o número de dadores elegíveis está também gradualmente a diminuir. Prevê-se que em 2050 o número de unidades de sangue disponíveis seja insuficiente relativamente à procura. A produção in vitro de glóbulos vermelhos a partir de células estaminais tem sido considerada como uma opção para ultrapassar este problema no futuro. A acessibilidade, bem como a elevada concentração de células … Continuar a ler

Live Chat